04 agosto 2010

Tãoquídia


A planta rara do canteiro mais obscuro do jardim mostra seus talos como indiferentes às estações e, subitamente, lança um cacho de flores de aquarela pouco vista, quase olvidada.
A gente fica alerta, com respiração curta, a regalar-se daquela beleza com o cuidado de evitar movimentos bruscos para não desfolhá-la e nem desfalecer.
Quão re-sentir emoção antiga.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home